Fazer-se no “Estado”: uma etnografia sobre o processo de constituição dos “LGTB” como sujeitos de direitos no Brasil contemporâneo

R$48,00

Fazer-se no “Estado”: uma etnografia sobre o processo de constituição dos “LGTB” como sujeitos de direitos no Brasil contemporâneo

R$48,00

Silvia Aguião
Silvia Aguião nos apresenta uma singular etnografia das relações pelas quais se forjam sujeitos – e formas de assujeitamento/subjetivação – no cotidiano de uma política de identidades de cunho “participativo”, compondo um panorama dos processos de formação do Estado que, como a autora destaca, são também processos de formação de subjetividades, de afetos, e de redes.
Tão importante quanto o conteúdo etnográfico, e a análise do “campo” LGBT, é a construção teórica rigorosa em especial, mas não só, no uso dos textos de uma antropologia sobre/do Estado, testando-a, operacionalizando-a de modo argumentativo. E tudo isso chega-nos pela vida de um texto claro, direto e enxuto, tanto quanto denso, reflexivo e inquietante.
396 páginas
ISBN 978-85-7511-489-6
Categoria

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Fazer-se no “Estado”: uma etnografia sobre o processo de constituição dos “LGTB” como sujeitos de direitos no Brasil contemporâneo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *