EdUERJ lança a Biblioteca da Quarentena

Já está no ar, pelo site da Editora da UERJ, o projeto Biblioteca da Quarentena, iniciativa que disponibiliza um cardápio de livros digitais gratuitos especialmente planejado para atender a este período de isolamento social. A iniciativa contempla diversas áreas do conhecimento e estará no ar enquanto perdurar o isolamento devido à pandemia do Covid-19.

A meta é que Biblioteca da Quarentena seja expandida gradualmente, e a previsão é de que cerca de 60 obras sejam disponibilizadas ao público ao longo do período. Na primeira leva de livros, destaca-se a edição de O Alienista, de Machado de Assis, em formato epub com o recurso de audiodescrição, tornando-se acessível a pessoas com deficiência visual. O livro, que tem uma versão impressa pela coleção EdUERJ de Bolso, é enriquecido ainda pelo texto de apoio da professora da UERJ Maria Cristina Cardoso Ribas.

Outras obras já disponíveis pela Biblioteca da Quarentena são as seguintes:

A violência das Letras – Amizade e inimizade na literatura brasileira (1888-1940), de César Braga-Pinto, publicação que recebeu a menção honrosa no congresso do Latin American Studies Association (LASA), e contemplado com matérias nos sites do Globo e do Estado de São Paulo;

A Nova ortografia – o que muda com o acordo ortográfico, de Claudio Cezar Henriques;

A travessia difícil: notas sobre o ético, o técnico e o estético na crise da modernidade, de Jorge Lúcio Campos.

Machado de Assis reaparece na lista, mas agora como objeto de estudo em Múltiplo Machado: I Colóquio Casa Dirce, organizado por João Cezar de Castro Rocha, refletindo sobre a relação de Machado de Assis com temas distintos, como a imprensa, a crítica, a poesia e o romance, entre outros.

Os títulos disponibilizados especificamente para este projeto retomarão às vias normais de venda em livrarias e plataformas digitais após o término da iniciativa, com exceção de O Alienista, que será mantido com acesso gratuito no site. Vale destacar que os autores cederam gentilmente os seus direitos para que as publicações pudessem ficar em livre acesso para o público.

Com esta iniciativa, a Editora da UERJ investe na democratização de suas atividades editoriais, ampliando o número de pessoas com a possibilidade de acesso a obras de seu catálogo. Além disso, a Biblioteca da Quarentena estimula que o debate de conteúdos acadêmicos, frutos de pesquisa ou reflexão em salas de aula, adentre o dia a dia dos lares em um momento tão pertinente.

Compartilhar
  , , , , , , , , , , , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devido à pandemia de COVID-19, causada pelo novo coronavírus, as atividades acadêmicas e administrativas da UERJ foram suspensas por 15 dias. As vendas pelo site da EdUERJ também estão suspensas até segunda ordem. Para mais informações, acesse: https://www.uerj.br/noticia/10477/. Agradecemos a compreensão. Dispensar