Um livro para essas eleições

Uma das mais importantes características da democracia é o direito ao voto. Exercer este direito, no entanto, é mais simples do que ignorar o debate acirrado ou a tentação de lançar-se a opiniões inflamadas. A questão é mesmo gritante: como discutir a respeito de um assunto em que todos os envolvidos se arvoram a detentores da verdade absoluta? No momento atual, além da dificuldade de tolerância entre posições contrárias, reina também a desconfiança. Em relação a pesquisas, à mídia, e claro, às reais intenções daqueles que nos cercam pedindo a nossa atenção (e o nosso voto).

As eleições merecem uma atenção desapressada. Dentro deste panorama, uma interessante leitura para estes tempos é “Eleições, opinião púbica e comunicação política no Brasil contemporâneo – Homenagem a Marcus Figueiredo”, livro organizado pelos professores Felipe Borba e Alessandra Aldé, publicado pela Editora da UERJ em 2017. O debate, contudo, mantém-se atualíssimo.

O conteúdo se divide em três partes, dedicando um segmento especialmente ao professor Marcus Figueiredo, que durante muitos anos dedicou-se a este tipo de estudo eleitoral. Figueiredo foi professor do IESP/UERJ e fundador, em 1996, do Laboratório de Estudos Eleitorais, coordenado por ele até 2014, ano de seu falecimento. A decisão do voto: democracia e racionalidade, de sua autoria, é considerado um dos mais relevantes escritos sobre comportamento eleitoral, considerado referência obrigatória para estudiosos da área.

“Eleições, opinião pública e comunicação política no Brasil contemporâneo” ilumina questões que hoje são constantes nos acalorados debates que antecedem o pleito. Há capítulos sobre a propaganda negativa como artificio utilizado por um candidato para desvalorizar seu oponente, há uma análise do comportamento da imprensa nas eleições presidenciais em 2002 e 20006 e também uma discussão sobre a relação do eleitor com o horário eleitoral gratuito. Isto só para mencionar alguns dos temas. Ao todo, são 18 capítulos que agrupam estudos de professores e especialistas que participaram de seminário sobre a relação entre eleição e meios de comunicação realizado na UERJ.

Não seria ótimo se as pessoas abandonassem as formas de agressão e se armassem apenas de argumentos? Neste caso, certamente a leitura e o estudo são os caminhos para isto…

Share this post
  , , , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *