Livros do Laboratório de Políticas Públicas agora no site da EdUERJ

Agora é possível adquirir, pelo site da EdUERJ, os livros Escola “sem” partido – Esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira, e Se é público, é para todos, organizados respectivamente por Gaudêncio Frigotto e Emir Sader. As obras não são publicações da Editora, mas do Laboratório de Políticas Públicas da UERJ (LPP), com a qual a EdUERJ firmou uma parceria.

Se nos ativermos ao fato de que a UERJ foi uma das instituições mais afetadas com a desvalorização dos serviços públicos, então nada mais coerente do que abraçar esses títulos do LPP, que colaboram para a divulgação de valores como a liberdade na sala de aula e o papel fundamental das empresas públicas para um país subdesenvolvido como o Brasil.

Escola “sem” partido é uma coletânea, que analisa a gênese, o contexto, o sentido político e o significado pedagógico do projeto de lei que restringe a atuação do professor em sala de aula. Os capítulos apontam possíveis impactos do projeto de lei na educação brasileira, tal qual a substituição do conceito de escola como ambiente de diálogo crítico pelo ideal de espaço repressivo que estimula a formação de alunos e pais delatores. O outro livro da LPP, “Se é público, é para todos”, reúne temas como a dicotomia público-privado, a relação entre bancos públicos e modalidades do capitalismo, bem como analisa a trajetória da Caixa Econômica e da Petrobras, observando o panorama político, assim como o momento atual dessas instituições. NO caso dessa obra, o mérito maior dos autores é que os argumentos servem para desmistificar muitas ideias equivocadas sobre o papel e a funcionalidade de empresas como a Caixa Econômica e a Petrobras.

Na realidade, esses livros não irão destoar em relação a outros que constam no catálogo da EdUERJ. Exemplos como Negociar direitos? Legislação trabalhista e reforma neoliberal no governo FHC (1995-2002), de Luiz Henrique Vogel, ou Ideologia do capital social: atribuindo uma “face mais humana” ao capital, de Vânia Cardoso da Motta. E há muitos outros, inclusive alguns que procuram debater panoramas mundiais, como o Outras globalizações – cosmopolíticas pós-imperalistas, de Gustavo Lins Ribeiro.

Vale também citar Hoje acordei pra luta: intelectuais pela universidade pública, organizado por Phellipe Marcel, Iuri Pavan e Mauro Siqueira. Esta publicação foi lançada, em formato e-pub, em um dos momentos mais agudos da crise da UERJ. A obra reúne contribuições de nomes como Dau Bastos, João Cezar de Castro Rocha, Lia Rocha, Maud Chirio, Monica Zoppi-Fontana, Lauro Baldini, Muniz Sodré, Raquel Paiva e Noam Chomsky, entre muitos outros.

Aliás, para quem não baixou, eis o link:

https://goo.gl/e8QwZk

Abaixo, os links para quem quiser comprar os livros (versões impressas) do Laboratório de Políticas Públicas:

Escola “sem” partido:

https://goo.gl/FhDoSu

Se é público, é para todos:

https://goo.gl/tTxyoj

Share this post
  , , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *