O retrato do Brasil: novas leituras da política externa brasileira

Abaixo, release sobre o nosso Atlas da Política externa brasileira, lançado pela EdUERJ em 2015. É um livro bem pertinente para nosso momento, em que se discute tanto a questão política. O diferencial desse Atlas é justamente trazer um olhar crítico, indo além das imagens apresentadas. Este texto foi publicado originalmente em nosso antigo blog, no ano passado, pela jornalista Carmem Prata.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A diversidade encontrada nas regiões brasileiras torna as nossas diferenças, nas mais variadas dimensões, objeto de atenção e estudo de um amplo espectro de interesses, refletidos no Atlas da política externa brasileira, que oferece novas leituras da política externa brasileira, do ponto de vista econômico, político, social, cultural e ambiental.

Realizado através de uma parceria entre o Ateliê de Cartografia de Sciences Po e do Labmundo-Rio (grupo de pesquisa do CNPQ, vinculado ao IESP-UERJ), o Atlas da política externa brasileira reuniu profissionais de ciência política e relações internacionais, da geografia, da história e da sociologia, de dois países, Brasil e França.

Concebido por esses pesquisadores com base em leituras e interpretações críticas, o Atlas da política externa brasileira retoma, aprofunda e aplica à política externa conceitos, noções e métodos. A obra trata da inserção do Brasil no cenário mundial, ao mesmo tempo em que considera as mudanças nas escalas de espaço e tempo, identificando e analisando nossas dimensões territoriais e reticulares.

Além da narrativa plástica da linguagem dos mapas, seu pioneirismo está refletido naquilo que seus idealizadores decidiram mostrar e comparar. Os cinco capítulos temáticos dão conta de eventos, processos, dimensões quantitativas e qualitativas, que podem abarcar uma centena de anos, com a concisão permitida pelo recurso imagético, ao mesmo tempo em que processos muitas vezes tratados na atualidade são colocados em perspectiva histórica.

O retrato do Brasil que emerge dessa publicação é o de um país diverso e complexo, uma democracia de massa, com uma política externa diversificada, com todas as credenciais de ser um modelo para os países do Sul.

Atlas da política externa brasileira

Autores: Carlos R.S. Milani, Enara Echart Muñoz, Rubens de S. Duarte e Magno Klein

ISBN: 978-85-7511-370-7

Nº de Páginas: 152

Por Carmem Prata
Jornalista, estuda tecnologias de comunicação e cultura.
Trabalha em editora desde 2003 e estuda o livro e a escrita desde 2008.
@carmem_prata
Share this post
  ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *