Novo lançamento da EdUERJ enriquece a fortuna crítica machadiana

A EdUERJ lança Machado de Assis e o cânone ocidental: itinerários da leitura, de Sonia Netto Salomão, professora titular de Língua e Tradução Portuguesa e Brasileira na Sapienza, Universidade de Roma. O título integra a Coleção Brasil-Itália, que objetiva confrontar paradigmas críticos e interdisciplinares de temas relativos ao Brasil e à Itália, publicando estudos e traduções relevantes.

Machado de Assis e o cânone ocidental: itinerários da leitura visa desvelar os mecanismos de construção da obra machadiana em diálogo com diversos contextos: da literatura clássica à moderna, da música ao teatro, do jornalismo à política – diálogo que se estende ao leitor-crítico e ao próprio autor, que se observa enquanto escreve seus textos. Sem negar a expressão da cultura brasileira ou a presença das culturas africana e oriental nos trabalhos de Machado de Assis, Sônia Netto Salomão aborda a incorporação de sua obra ao cânone ocidental.

Em seus “itinerários”, a autora busca responder às seguintes questões sobre a obra machadiana: qual o caminho que a história percorre até se consolidar como fundo moral da identidade pessoal e coletiva, em uma reflexão que parte dos modelos mostrados em Memórias póstumas de Brás Cubas; como Machado lidou com a importância do cânone ocidental numa literatura pós-colonial; qual o papel da ironia na construção do ludismo machadiano; qual o peso da ópera italiana na cultura musical e literária brasileira; como se dá a reconstrução, de um ponto de vista histórico, da matriz italiana na multiculturalidade brasileira; e qual o valor da tradução para o sistema cultural como um todo.

O método utilizado por Sonia Netto Salomão integra vários processos teóricos, interrogando a intertextualidade e o que vai para além dela, em diálogo com a crítica, nacional e estrangeira. Como afirma a autora: “O zigue-zague narrativo da obra machadiana provocou um zigue-zague crítico. Os capítulos [no livro] elencados se entrecruzam e dialogam entre si poque fazem parte de um todo articulado pela obra-crítica.”

Machado de Assis e o cânone ocidental: itinerários da leitura pode ser encontrado nas principais livrarias.

Por Thayssa Martins, graduanda de Letras – Inglês/Literaturas na UERJ e bolsista de extensão da EdUERJ.

 

Share this post
  , , , , ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *