“Rose Ausländer por Simone Brantes”, o novo título da Ciranda da Poesia

O exílio é uma marca que perpassa a poesia de Rose Ausländer, artista nascida em 1901, natural de Czernowitz, da região da Bucovina (atualmente parte da Ucrânia). De etnia judaica, precisou emigrar muitas vezes, como no fim da Primeira Guerra e antes e depois da Segunda Grande Guerra, em uma luta por sobrevivência, mas também pela

Continue reading »